Apresentação do Presente não-ausente

Aquilo que sou nunca dependeu de outrém.

O que sou dependeu sempre de um “trem”,

Um comboio de Luz que cedo começou a rodopiar

dentro de uma alma sempre a arrepiar,

Um comboio que sempre quis

Aquilo que noutras vidas não fiz.

 

É estranho…

 

Passar o dia todo com epifanias e rimas cujo único sentido é o da vida,

Cujo único sentido é o da felicidade por amar e ser amado.

À Família, essa, devo tanto como ao meu santo, Poyel,

Um dos que reina nas alturas e cujaessência

Perdura dentro daqueles que protege.

É assim a vida daquele cuja missão é salvar.

Cada um é o que é… cada coisa é uma coisa…

A Astrologia é “apenas” estrelas e planetas,

A Numerologia “apenas” números,

A Filosofia “apenas” pensamentos,

E a Verbalização a missão

de quem pensa não “apenas” com o coração.

Jl&JtP

6
6
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s